camara fria insalubridade

1 similar search for camara fria insalubridade
  • Receive alerts:
  • by e-mail
    Your information will be added to a database with the sole purpose of serving your subscription. This database is the exclusive property of vLex Networks S.L. and will never be shared with any other company. By sending your request you accept the Data Protection Policy of vLex Networks S.L.
  • via RSS

2.180 documents for camara fria insalubridade
  • ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. CÂMARA FRIA. Comprovado o labor com ingressos constantes na câmara fria, sem o fornecimento adequado de EPIs, deve ser mantida a condenação ao pagamento de adicional de insalubridade, com base no Anexo 9 da NR 15 da Portaria 3214/78.

  • AGRAVO DE INSTRUMENTO. RECURSO DE REVISTA. COISA JULGADA - ação coletiva. Adicional de INSALUBRIDADE - CÂMARA FRIA. REDUÇÃO DO PERCENTUAL DO Adicional de INSALUBRIDADE - NORMA COLETIVA. Deve ser confirmada a negativa de seguimento do recurso de revista quando não preenchidos os seus requisitos de admissibilidade. Agravo de instrumento desprovido.

  • ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. CÂMARA FRIA. Confirmada a sentença, com amparo na perícia realizada, segundo a qual a reclamante estava exposta a agente insalubre (frio) ao adentrar na câmara fria. Provimento negado ao recurso da reclamada.

  • RECURSO ORDINÁRIO DA RECLAMADA. ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. Ingresso do empregado em câmara fria. Insalubridade em grau médio, conforme previsão contida no Anexo 9 da NR 15 da Portaria 3214/78. Provimento negado. RECURSO ORDINÁRIO DO RECLAMANTE. BASE DE CÁLCULO DO ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. Considerando-se os termos da Súmula Vinculante nº 4 do STF, não cabe ao Poder Judiciário criar novo critério, por decisão judicial, para servir de base de cálculo para o referido adicional, prevalecendo o salário mínimo até que seja editada lei estabelecendo base de cálculo distinta. Recurso desprovido.

  • RECURSO ORDINÁRIO DA RECLAMADA. ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. Ingresso do empregado em câmara fria. Insalubridade em grau médio, conforme previsão contida no Anexo nº 9 da NR-15 da Portaria 3.214/78 do Ministério do Trabalho e Emprego. Provimento negado. BASE DE CÁLCULO DO ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. Considerando-se os termos da Súmula Vinculante nº 4 do STF, não cabe ao Poder Judiciário criar novo critério, por decisão judicial, para servir de base de cálculo para o referido adicional, prevalecendo o salário mínimo até que seja editada lei estabelecendo base de cálculo distinta. Recurso provido, no aspecto. HORAS EXTRAS. REGIME DE COMPENSAÇÃO. A inobservância dos requisitos formais para a adoção do regime do banco de horas previsto em norma coletiva torna irregular tal sistema de compe...

  • ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. O ingresso em câmara fria com a utilização de EPI eficaz (jaqueta térmica) elide a nocividade decorrente da exposição a frio excessivo.

  • RECURSO ORDINÁRIO. NÃO CONHECIMENTO. Não se conhece do recurso obreiro postulando o benefício da justiça gratuita quando a benesse já foi deferida na sentença hostilizada, visto que ausente o interesse recursal. OPERADORA DE CAFETERIA. ADICIONAL DE QUEBRA DE CAIXA. Indevido o adicional de quebra de caixa quando o contrato de trabalho contém cláusula impossibilitando o desconto a título de diferenças de caixa e não há provas de que tais tenham sido procedidos, não restando preenchidos assim os requisitos estabelecidos na cláusula da convenção coletiva a respeito do assunto. ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. INGRESSO EM CÂMARA FRIA. Não há direito à percepção de adicional de insalubridade por ingresso em câmara fria quando o trabalhador se expõe ao frio por poucos minutos, munido dos EPIs ade...

  • RECURSO ORDINÁRIO DO RECLAMANTE. PLANO DE EXCELÊNCIA FABRIL DE 2007. DIFERENÇAS. Confissão da reclamada, ao não demonstrar critérios de pagamento de prêmio por ela mesma instituído, presumindo-se diferenças a favor do autor, tendo em conta ainda a disparidade injustificada dos valores pagos a título de prêmio em 2007 e nos demais anos. Apelo provido. RECURSO ORDINÁRIO DA RECLAMADA. ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. Câmara fria. Comprovado o ingresso habitual do reclamante no interior de câmara fria, sem a utilização efetiva de EPIs adequados, impõe-se o reconhecimento do labor em condições insalubres. Base de cálculo. Deve ser adotado o salário básico como base de incidência do adicional de insalubridade, observado, por analogia, o teor do parágrafo 1º do artigo 193 da CLT, sendo nesse se...

  • ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. O ingresso habitual em câmara fria enseja a percepção de adicional de insalubridade, em grau médio, ainda que a permanência do trabalhador no seu interior seja ínfima, uma vez que é o choque térmico decorrente desta variação de temperatura que prejudica a saúde.

  • ADICIONAL DE INSALUBRIDADE. FRIO. O ingresso habitual em câmara fria, no exercício da função de ajudante de cozinha, confere à trabalhadora o direito ao adicional de insalubridade pela exposição ao frio, de acordo com o Anexo 9 da NR 15 da Portaria MTb 3214. Prova pericial conclusiva quanto a atividade e a insuficiência do equipamento de proteção, não infirmada por outro meio,.

ver las páginas en versión mobile | web

ver las páginas en versión mobile | web

© Copyright 2014, vLex. All Rights Reserved.

Contents in vLex Brazil

Explore vLex

For Professionals

For Partners

Company