ferimento corto contuso

  • Receive alerts:
  • by e-mail
    Your information will be added to a database with the sole purpose of serving your subscription. This database is the exclusive property of vLex Networks S.L. and will never be shared with any other company. By sending your request you accept the Data Protection Policy of vLex Networks S.L.
  • via RSS

440 documents for ferimento corto contuso
  • APELAÇÃO CÍVEL. PREVIDENCIÁRIO. INSS. AUXÍLIO-ACIDENTE. FERIMENTO CORTO-CONTUSO NO 2ª DEDO E FRATURA DO 3º DEDO DA MÃO DIREITA. AUXÍLIO-ACIDENTE. REDUÇÃO DA CAPACIDADE LABORAL. INOCORRÊNCIA. BENEFÍCIO INDEVIDO. A pretensão à concessão do benefício do auxílio-acidente pressupõe efetiva diminuição da capacidade laboral em conjectura com a profissão ou atividade na época desenvolvida pelo segurado, além da configuração do nexo etiológico, conforme se extrai da leitura do art. 86, da Lei n.º 8.213/91, com nova redação dada pela Lei n.º 9.528/97. Não restando demonstrada a redução da capacidade para o labor, não faz jus o autor ao benefício almejado. APELAÇÃO DESPROVIDA. (Apelação Cível Nº 70047332200, Nona Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Marilene Bonzanini Bernardi, Julgad...

  • APELAÇÃO CÍVEL. PREVIDENCIÁRIO. INSS. AUXÍLIO-ACIDENTE. FERIMENTO CORTO-CONTUSO NO 2ª DEDO E FRATURA DO 3º DEDO DA MÃO DIREITA. AUXÍLIO-ACIDENTE. REDUÇÃO DA CAPACIDADE LABORAL. INOCORRÊNCIA. BENEFÍCIO INDEVIDO. A pretensão à concessão do benefício do auxílio-acidente pressupõe efetiva diminuição da capacidade laboral em conjectura com a profissão ou atividade na época desenvolvida pelo segurado, além da configuração do nexo etiológico, conforme se extrai da leitura do art. 86, da Lei n.º 8.213/91, com nova redação dada pela Lei n.º 9.528/97. Não restando demonstrada a redução da capacidade para o labor, não faz jus o autor ao benefício almejado. APELAÇÃO DESPROVIDA. (Apelação Cível Nº 70047332200, Nona Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Marilene Bonzanini Bernardi, Julgad...

  • ACIDENTE DO TRABALHO - Acidente tipico - Seqüelas decorrentes de ferimento corto-contuso e lesão tendinosa na mão esquerda - Comprovação pericial da lesão, do nexo causai e da incapacidade parcial e permanente do segurado - Auxilio-acidente devido - Recurso oficial provido em parte, ímprovido o apeto do INSS.

  • APELAÇÃO CÍVEL. RESPONSABILIDADE CIVIL EM ACIDENTE DE TRÃNSITO. DANOS MORAIS. LESÃO LEVE. Recurso conhecido somente no que diz com a ocorrência do dano moral, eis que ausente, quanto ao mais, impugnação especificada da sentença. Violação da regra do art. 514, II, do CPC e do Princípio da Motivação. É devida indenização pelos danos morais advindos da violação da integridade física do autor que, em razão do evento, sofreu ferimento corto-contuso na perna esquerda. Lesão leve que justifica o arbitramento de indenização com moderação. Quantum fixado em R$2.500,00, em observância aos parâmetros adotados pela Câmara em casos semelhantes. APELAÇÃO CONHECIDA EM PARTE E PROVIDA. (Apelação Cível Nº 70053027686, Décima Primeira Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Luiz Roberto Imperat...

  • HABEAS CORPUS. ROUBO TENTADO. EMPREGO DE ARMA DE FOGO. NULIDADE. INDEFERIMENTO DE PERÍCIA. FATO A SER VERIFICADO (CORONHADA NA VÍTIMA) ADMITIDO PELA RÉ E COMPROVADO PELA AMPLA PROVA TESTEMUNHAL. PROVA PERICIAL DESNECESSÁRIA. PENA-BASE FIXADA NO MÍNIMO LEGAL (4 ANOS), AUMENTADA DE 1/3 PELO EMPREGO DE ARMA, TOTALIZANDO 5 ANOS E 4 MESES DE RECLUSÃO. REDUÇÃO PELA TENTATIVA EM 1/3. PENA CONCRETIZADA: 3 ANOS, 6 MESES E 20 DIAS. REGIME FECHADO. CONSTRANGIMENTO ILEGAL CONFIGURADO. PRECEDENTES DO STJ E DO STF. RESSALVA DO PONTO DE VISTA DO RELATOR. ORDEM PARCIALMENTE CONCEDIDA, MAS APENAS PARA ESTIPULAR O REGIME SEMI-ABERTO PARA O INÍCIO DO CUMPRIMENTO DA PENA, COMO REQUERIDO NA IMPETRAÇÃO. Desnecessária a complementação da perícia solicitada pela defesa, quando o fato a ser comprovado, ...

    ... pericial comprovar que a vítima sofreu ferimento corto contuso no couro cabeludo. 2.As Cortes ...

  • APELAÇÃO CÍVEL. RESPONSABILIDADE CIVIL. ERRO DE DIAGNÓSTICO. RELAÇÃO DE CONSUMO. RESPONSABILIDADE PELO FATO DO SERVIÇO. ART. 14 DO CDC. RESPONSABILIDADE DO HOSPITAL. A responsabilidade civil dos hospitais pelos danos causados ao paciente por ato de seus prepostos é objetiva, prescindindo da demonstração da culpa do estabelecimento. Entretanto, cumpre averiguar se houve falha no serviço prestado pelo médico integrante de seu corpo clínico, somente se responsabilizando o nosocômio quando comprovado ato doloso ou culposo imputável ao facultativo. Intelecção do art. 14 do CDC. Já a responsabilidade civil do médico é subjetiva, a teor do que preceitua o § 4º do art. 14 do CDC, porquanto, de regra, sua obrigação é de meio e não de resultado. PACIENTE INTERNADA NO HOSPITAL DE ALVORADA COM FERI...

    ... INTERNADA NO HOSPITAL DE ALVORADA COM ferimento cortante entre os dedos indicador e médio. prova ... e consciente, de modo a tratar o ferimento corto-contuso. Prova pericial que sustenta a correção ...

  • APELAÇÃO CÍVEL. REEXAME NECESSÁRIO. PREVIDENCIÁRIO. ACIDENTE DE TRABALHO. AUXÍLIO-ACIDENTE. SEQUELA DE FERIMENTO CORTO-CONTUSO EM INDICADOR DA MÃO DIREITA. REDUÇÃO DA CAPACIDADE LABORAL. PRELIMINARMENTE. REEXAME NECESSÁRIO. Conforme o novo posicionamento do Superior Tribunal de Justiça, em se tratando de sentença ilíquida proferida contra a União, os Estados, o Distrito Federal, os Municípios e as respectivas autarquias e fundações de direito público, obrigatório o reexame necessário disposto no art. 475, § 2º do CPC, não se prestando para o fim de aferir o montante de 60 salários mínimos o valor dado à causa. PRELIMINAR. CARÊNCIA DE AÇÃO POR FALTA DE INTERESSE DE AGIR EM FUNÇÃO DA AUSÊNCIA DE REQUERIMENTO ADMINISTRATIVO. REJEIÇÃO. Ainda que no caso tenha havido prévio requerimento admi...

  • APELAÇÃO. RESPONSABILIDADE CIVIL EM ACIDENTE DE TRÂNSITO. COLISÃO ENTRE AUTOMÓVEIS. DANOS MATERIAIS, MORAIS E ESTÉTICOS. 1.Impõe-se manter o reconhecimento da culpa da ré, condutora do veículo Corsa, quando os danos no veículo Santana, no qual se encontrava a autora, são incompatíveis com a manobra imputada ao condutor desse último veículo (ingresso em via perpendicular à esquerda, interceptando a frente do Corsa). Danos no automóvel Corsa não verificados. Situação em que, ademais, as rés apelantes firmaram acordo judicial, no qual se responsabilizaram pelo ressarcimento dos prejuízos do outro automóvel, indicativo de admissão tácita da culpa. 2.Danos morais e estéticos. É possível a reparação cumulada por danos morais e estéticos à vítima, se a causa de pedir for diversa, situação evid...

    ... teve traumatismo cranioencefálico, ferimento corto-contuso e fratura de ossos da face. E, ...

  • ACIDENTE DO TRABALHO Acidente típico Ferimento corto-contuso com amputação traumática na extremidade distal da falange média do 3º dedo e falange distal do 4º dedo da mão esquerda Comprovação pericial da lesão, do nexo etiológico e da incapacidade parcial e permanente do segurado Auxílio-acidente devido a partir da cessação do auxílio-doença Recursos parcialmente providos.

  • RESPONSABILIDADE CIVIL DO ESTADO Queda de transeunte em bueiro destampado Condenação da Municipalidade em danos materiais Negativa de provimento no que tange à existência de dano moral Exibição da vestimenta íntima em público considerada mero dissabor Reforma que, neste ponto, se impõe Danos morais configurados Exposição das vestes da autora que não pode ser tida como mero aborrecimento Ademais, a sujeição aos transtornos causados pela queda, que resultou em ferimento corto contuso, já seria capaz de gerar ofensa à honra subjetiva da autora Reexame necessário não conhecido Apelação da autora provida em parte, apenas para condenar a Municipalidade de São Paulo no ressarcimento dos danos morais sofridos pela apelante Recurso adesivo da Prefeitura não provido. CONSOLIDAÇÃO DO QUANTUM INDEN...

ver las páginas en versión mobile | web

ver las páginas en versión mobile | web

© Copyright 2014, vLex. All Rights Reserved.

Contents in vLex Brazil

Explore vLex

For Professionals

For Partners

Company